(21)2245-6085 - WhatsApp (21)96530-4354 - faleconosco@espacoartedecurar.com.br
Mostrando os lugares marcados com: MEI

MEI ou Simples. O que é melhor para você?

PersonalTraining Muitos empreendedores da área de Qualidade de Vida, Saúde, Fitness e Estética têm dúvidas do seu enquadramento no momento de abrir um negócio na área. Neste Post vou procurar dirimir algumas dúvidas muito comuns aos profissionais dessas áreas. MEI - Microempreendedor Individual Foi a forma encontrada para legalizar os trabalhadores informais. O Empreendedor legalizado tem CNPJ, podendo ter conta bancária, solicitar empréstimos e emitir notas fiscais. O Empreendedor deve ter o faturamento anual de, no máximo, R$ 60.000,00 (média de R$5.000,00 por mês) e não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular. A vantagem, além da legalização, é enquadrado no Simples Nacional e ficando isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). O empreendedor terá acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria etc. Você pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. As categorias da área de Qualidade de Vida, Saúde, Fitness e Estética enquadradas no MEI são:  - Cabeleireiro(a)  - Depilador(a)  - Esteticista  - Manicure/Pedicure  - Maquiador(a)  - Personal Trainer O MEI destas áreas de atuação paga somente uma contribuição mensal de 5% do salário mínimo e R$5,00 de ISS (Imposto Sobre Serviço). Para o ano de 2016 o valor da contribuição é de R$49,00. Simples Nacional Esta categoria de regime tributário é mais indicada para empresas de pequeno porte. A grande vantagem é que reúne todos os tributos em uma guia de pagamento só. Não dá cobertura aos benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria do proprietário, este deve pagar a sua previdência separadamente. O percentual do imposto varia de acordo com a atividade e o faturamento, desde 2014 a atividade de fisioterapia está enquadrada no Simples Nacional. O percentual de imposto inicia em 6%, para faturamento de até R$ 15.000,00 mensais, indo até 17,42%, para faturamento acima de R$285.000,00 mensais. O faturamento anual é de, no máximo, R$ 3.600.000,00 (média de R$300.000,00 por mês) e não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular com mais de 10% de participação. Não existe restrição de número de empregados e não haverá recolhimento do INSS, por parte da empresa, sobre a folha de pagamento. Espero ter ajudado, caso tenha alguma dúvida, pergunte que reponderei o mais breve possível. banner blog - empreenda em QV  

Saiba mais