(21)2245-6085 - WhatsApp (21)96530-4354 - faleconosco@espacoartedecurar.com.br
Mostrando os lugares marcados com: baço-pâncreas

Tenho uma perna dormente, tem tratamento?

acupuntura na perna A maioria dos meus pacientes são por indicação e esta não seria diferente, era amiga de 2 outros pacientes. Bem, vamos ao tratamento. Paciente do sexo feminino, na época ela tinha 31 anos de idade, sua principal queixa era dormência na perna direita, com movimentos involuntários há cerca de 1 ano. Todos os exames se apresentavam normais (RX e ressonância). Esta condição ocorria quase todos os dias, associados a respiração ofegante. Já havia realizado sem sucesso tratamento com RPG. Ela tinha alergia a poeira, feijão, leite, soja e derivados. Por passar a sua hora de nascimento, ela nasceu através de cesariana. Vários parentes maternos faleceram por infarto. Não fuma, nunca utilizou drogas, bebe socialmente e é de fácil relacionamento. Estava sempre cansada, principalmente após o almoço, mas melhorava ao final do dia. No primeiro atendimento, optei pelos seguintes pontos: Taiyang, IG4, E36, BP6, B15 e B23. Todos em Tonificação. No atendimento seguinte a paciente relatou que não sentiu cefaleia (note, ela não informou esta queixa na primeira consulta) e que a dormência da perna não tinha sido tão aguda, melhora de 40%. Alterei os pontos para F8, F3, BP6, R3, IG4, Taiyang, B17, B18, B20 B23 e E36. Sempre com a técnica de Tonificação. Na terceira sessão, a paciente informou que está com mais energia e a dormência na perna diminuiu a intensidade e não sente todos os dias. Tonifiquei os pontos para F8, BP6, R3, IG4, Taiyang, B17, B18, B20 B23 e E36. banner blog - curso agulhamento na dor_2 A paciente chegou para a quarta sessão informando que esteve muito gripada, mas sem dormência, no entanto estava muito cansada. Estava com dor nas costas, devido a mudança de residência. Alterei o tratamento para privilegiar a situação de momento. Utilizei os pontos: Taiyang, IG4, P7, BP3, BP6, E36, B17, B15, B134 e B20. Agora a dormência está somente até o joelho, falou animada a paciente na quinta sessão. Como a evolução do tratamento estava boa, a paciente optou por atendimento de Shiatsu. Fiz Shiatsu dando atenção aos Meridianos envolvidos no desequilíbrio energético, ou seja, Fígado e Baço. Após isso esta última sessão a paciente não teve mais os sintomas da sua queixa principal, dormência na perna direita, com movimentos involuntários, mas permaneceu com suas sessões semanais para outros tratamentos, pois ela descobriu que a Acupuntura é muito além da dor.

Saiba mais

Fui brincar de dança das cadeiras e meu joelho não para de doer

Dor no joelho Era abril de 2004, uma mulher com voz idosa liga para marcar consulta por indicação de uma amiga. Sr. Aldemir minha amiga indicou o senhor para tratar o meu joelho, ele não para de doer. Eu moro longe, será que eu vou ficar boa? Será muito sacrifício! Falei que eu não trato do joelho dela e sim dela como uma pessoa, como um todo, mas teria que fazer uma avaliação para emitir um parecer adequado. Marcamos a consulta para o dia seguinte. Ela tinha 65 anos na época, sentia muitas dores na lateral interna do joelho direito há cerca de 5 meses. Ela estava brincando com as amigas de dança das cadeiras. Com isso ela não estava conseguindo firmar a perna. Segundo ela o ortopedista tinha diagnosticado Tendinite. As dores eram diárias, sem hora, tinha dias que eram mais vezes que outros. As dores eram acompanhadas de uma "fisgada". Durante este período a paciente havia feito tratamento através de Fisioterapia e remédios. banner blog - moxa Durante a anamnese relatou que não efetuou cirurgias ou ficou internada, mas informou que fez 3 abortos (opcionais), teve 4 filhos, sendo que 2 morreram após o parto. Não bebia e nem fumava. No momento não estava tomava nenhum remédio. Ao levantar pela manhã, parecia que não havia dormido, doía tudo. Estas dores passavam após 15 minutos. Gostava mais do calor, pois a friagem fazia com que o joelho doesse mais. A preocupação era uma constante e durante o sono parecia que estava trabalhando. Bem, iniciei o tratamento, como sempre, logo na primeira consulta e elegi os pontos "olhos do joelho" (lado direito), Heding (lado direito), BP9, BP10, BP6, E36 e R3. Apliquei Moxa nos pontos "olhos do joelho", Heding, BP9, BP10, BP6, E36. Na sessão seguinte a paciente informou que nos primeiros dias ficou bem, mas depois as dores voltaram. Parece que a dor está "dentro do osso". Repeti o tratamento da sessão anterior e acrescentei os pontos F3 e B60. A paciente está andando melhor, segundo o seu relato na terceira sessão, no dia da sessão estava doendo a parte posterior do joelho. Repeti o tratamento da sessão anterior e acrescentei os pontos B20, B23 e CS6. A dor no joelho estava 90% melhor na quarta sessão, mantive o mesmo tratamento realizado na última sessão. Na quinta sessão a paciente estava sem nenhuma queixa, sem dor, andando bem, ou seja, momento de ter alta do tratamento.  Realmente a Acupuntura e a Moxa são bastante eficazes no tratamento das dores das articulações, gosto muito dessa combinação, assim como, do tratamento com uma delas individualmente.  Até o nosso próximo encontro, é sempre muito bom relatar aqui a lembrança desses momentos em que fui o intermediário para uma melhor qualidade de vida para os meus pacientes.

Saiba mais

A vida e um Doce

final de verao No FIM DO VERÃO, época em que o tempo está mais abafado e a UMIDADE predomina, ocasionando uma certa preguiça, principalmente depois do almoço. Para a Medicina Oriental(Chinesa) esta é uma estação diferente (CANÍCULA), compreendida do final de fevereiro ao início do outono. É a estação do BAÇO-PÂNCREAS (na Medicina Oriental é considerado como um único órgão), nela temos alguns fatores em comum: a vontade de comer DOCE; àquela PREOCUPAÇÃO constante, o pensamento que não sai da cabeça; sensação de peso, principalmente nas pernas e nas articulações.

Muitas vezes sentimos tudo isso mas, por essa nossa vida agitada e cheia de compromissos, não damos conta que devemos sempre estar integrados com a natureza, pois somos parte dela. Com o passar do tempo esses sintomas podem evoluir para um hematoma, principalmente na perna, pequenos esquecimentos e nos casos mais avançados ptose (queda) de vísceras, pois o BAÇO-PÂNCREAS é, segundo a Medicina Oriental, o responsável por manter o sangue nos vasos e os órgão no lugar, além de controlar os músculos e os quatro membros. Este é, sem dúvida, um dos meridianos mais afetados no mundo moderno, principalmente nas grandes cidades.
Aqueles que procuram manter uma alimentação saudável e próprias para esta estação – Cenoura, batata, beterraba, peixe e aves, evitando doces, frituras e leite e derivados – visitas regulares ao Shiatsuterapeuta ou Acupunturista, exercícios como Tai Chi Chuan, manter-se em lugares arejados e alegres, evitar a umidade, andar descalço na TERRA (elemento do BAÇO-PÂNCREAS) poderão evitar as desarmonias causadas pelo desequilíbrio do meridiano do BAÇO-PÂNCREAS.

Saiba mais