(21)2245-6085 - WhatsApp (21)96530-4354 - faleconosco@espacoartedecurar.com.br
Mostrando os lugares marcados com: ave

Tive AVC, mas quero voltar a dirigir, será que consigo?

AVC Um paciente liga, por indicação de uma aluna, perguntando se a Acupuntura poderia ajudá-lo a voltar a dirigir, pois ele teve um ACV (Acidente Vascular Cerebral). Respondi que já obtive excelentes resultados nos tratamento com Acupuntura em pessoas que tiveram AVC, mas deveria fazer uma avaliação. Ele queria atendimento domiciliar, mas nessa época eu já não atendia mas em domicílio, então marcamos a avaliação em meu consultório. Na avaliação inicial o paciente relatou que o ACV havia ocorrido há 2 anos e paralisou o lado todo o seu lado Esquerdo e estava fazendo Fisioterapia, Pilates, Hidroterapia e Fonoaudiologia, mas que os resultados ainda não eram o esperado por ele. O seu objetivo era que, em 04 meses, tivesse em condições de dirigir, pois ia para o exterior, onde morava o filho, e queria ter independência para passear pela cidade. Claro que existiam outras patologias ao longo da vida deste paciente, foi fumante até 2 anos antes da consulta, parou em função da colocação de um stent, era Hipertenso e havia operado a Aorta Abdominal há 3 meses. Ao aferir a Pressão Arterial do paciente ela esta estava 18x10, mesmo estando medicado, é contraindicado a aplicação de Acupuntura nos casos em que a pressão esteja alta no momento da consulta em função das alterações que podem ocorrer durante o atendimento. É muito comum isso acontecer, o Acupunturista deve então, efetuar os procedimento para a regularização da PA. Foi o que fiz. Normalmente os Acupunturistas utilizam o procedimento de efetuar sangria no ápice da orelha ou no ponto C9, mas eu não sou adepto da sangria como primeira opção, sempre procuro uma alternativa. Nesse atendimento optei por pressionar o ponto R1, a pressão baixou para 13x9 e então continuei o atendimento. Como era o primeiro atendimento em um paciente com uma série de desequilíbrios, optei pelos seguintes pontos: Taiyang, TA5. VB31 e E36. Tonificando o lado Esquerdo e Sedando o lado Direito. Após este primeiro atendimento e com a avaliação efetuada, passei a atender o paciente em sua residência. Era a melhor opção para ele, em função da sua dificuldade de locomoção até o consultório. No segundo atendimento o paciente não relatou nenhuma alteração, o que era esperado. Fiz uma pequena alteração nos pontos acrescentando o F2 e IG4, mantive os pontos Taiyang, TA5. VB31 e E36, este último utilizei Moxa no lado Esquerdo. Sempre com a técnica de Tonificar o lado Esquerdo e Sedar o lado Direito. Terceira sessão, o paciente relata que passou a dormir melhor, antes levantava em média 4 vezes por noite, agora tem sido 2 vezes. Acrescentei a combinação de pontos F3 e R3, no lado Direito e Esquerdo, respectivamente. banner blog - moxa Na evolução da quarta sessão o paciente relatou que acreditava que melhorou a "trepidação" do joelho e tremores na perna Esquerda, acrescentei os pontos Baxie no lado Esquerdo, pois a mão, assim como todo o braço, era muito rígida. Meu braço e mão Esquerda ficam mais relaxados pela manhã, informou o paciente na quinta sessão. Efetuei a alteração dos pontos devido a evolução do paciente. Dessa vez os pontos foram: Taiyang, VG20, EG15, IG14, IG11, IG4, E36, VB39, VB40 e F3. Na oitava sessão o braço e a mão Esquerda do paciente estavam mais flexível, ele estava muito satisfeito com a evolução do tratamento, pois o braço era o que mais utilizaria por ser o carro automático. O tratamento do paciente durou até as vésperas de sua viagem e ele estava confiante que poderia dirigir no país onde o filho se morava. Vale ressaltar que, em nenhum momento o paciente paralisou as atividades de Fisioterapia, Pilates, Hidroterapia e Fonoaudiologia. A Acupuntura veio só somar a série de tratamentos que ele estava fazendo. Acredito e recomendo o trabalho multidisciplinar, pois nada é 100%.

Saiba mais