(21)2245-6085 - WhatsApp (21)96530-4354 - faleconosco@espacoartedecurar.com.br
Mostrando os lugares marcados com: acupuntura

Acupuntura na Ausência de Menstruação

acupuntura e moxa Hoje vou relatar um tratamento efetuado em uma paciente que tinha com a sua queixa principal a ausência de menstruação (amenorreia). Quem me conhece sabe que não gosto de descrever meus tratamentos como "casos", afinal estamos falando de uma pessoa que confiou em você para cuidar dela e, cuidamos dela como um ser integral, então não é um caso, é uma pessoa. Ela tinha na época 26 anos e não menstruava desde os 18, portanto estava há 8 anos sem menstruar. Já fazia tratamento médico com reposição hormonal e cálcio, informou também que já apresentava osteopenia. Ela foi diagnosticada como menopausa precoce. Ela relatou que não efetuou cirurgias, não tinha alergias conhecidas e das doenças infantis teve catapora. Assim como andou e caminhou na época adequada. Nas patologias da família informou apenas hipertensão do avô paterno. Utiliza álcool somente em eventos sociais. O meu diagnóstico foi de Deficiência de Sangue do Fígado, iniciando o tratamento no mesmo dia,  com as seguintes premissas:

  • Tonificar o Sangue e a Essência
  • Tonificar o Baço-Pâncreas e o Rim
  • Tonificar o Qi Pós Celestial
Para isso, utilizei Acupuntura e Moxa e os principais pontos utilizados foram: B18, B17, F8, VC4, B20, B23, R3, R6, E36, BP6, B11, VB39, TA4 e E42. A Moxa foi utilizada, juntamente com a agulha, nos pontos B17, E36, VC4, BP6 e B18. A paciente foi cuidada 1 vez por semana em sessão de 1 hora. Durante o tratamento apresentou ansiedade e acordava durante a noite que foi cuidado com a inserção dos pontos Yintang e CS6. Relatou também que passou a ter aversão ao álcool. Após 5 meses de iniciado o tratamento teve a primeira menstruação, passou a sentir um cansaço e teve alteração na pele, passando a ter espinhas - "parecendo adolescente". O cansaço, a pele e a insônia melhoraram e voltou a menstruar no mês seguinte (6° mês de tratamento), passou a fazer exercícios. No 7° e 8° meses também menstruou. No 9° mês foi quando a menstruação se apresentou de forma mais consistente, neste mês também fez ultrassonografia dos ovários e o do lado direito, que antes era atrofiado, estava agora de aspecto normal.  Após 10 meses de cuidados com a Acupuntura, a paciente teve alta. banner blog - moxa

Saiba mais

Entrevista para Folha Online

shiatsu No ano 2000, quando eu era sócio de uma outra instituição, dei uma entrevista para o Caderno Equilíbrio da Folha Online, onde o foco era como as massagem podem auxiliar ao casal manter acesa a chama sexual. O Shiatsu, assim como a Acupuntura e a Moxa, são bastantes eficazes no tratamento da infertilidade, frigidez, impotência entre várias outras desarmonias. No tratamento verificamos qual Meridiano está desequilibrado para promover a sua harmonização. Muitas pessoas acreditam que a acupuntura e o Shiatsu são utilizados somente para a dor muscular, no entanto esta é apenas uma parte muito pequena dos tratamentos possíveis desta maravilhosas. Consulte o seu Shiatsuterapeuta e/ou Acupunturista e descubra o que as terapias orientais podem ajudar você de uma maneira única. Leia a matéria na integra clicando nos links abaixo: http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/equi20000811_shi03.shtml http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/equi20000811_shi02.shtml

Saiba mais

Veja as flores

flores amarelas

Por Aldemir Chaves*

A Medicina Oriental (Chinesa) foi concebida na observação do ser humano e a sua harmonia com as leis da natureza, muitas das frases ditas na nossa cultura popular demostra que também a observamos. Quando falamos que "ele está verde de raiva", "ele é um sujeito bilioso", "estou com vontade de comer o fígado de alguém", estamos nos referindo a uma situação que os chineses observaram, associaram a outras - Raiva, Fígado, Vesícula Biliar, Verde, Madeira, Primavera, Vento etc. - e sistematizaram em um método de cura. A Raiva é um sentimento tão bom quanto outro, apesar de ser bastante discriminado. Devemos senti-lo e passar por ele, sem mantê-lo presente em nossas vidas, pois, assim como a irritabilidade e as frustrações, a Raiva é a grande vilã quando permanece em nosso corpo, trazendo conseqüências maléficas para a nossa saúde. Os relatos são diversos - dor de cabeça, enxaquecas, dores migratórias, hipertensão, problemas nos tendões, problemas menstruais etc. - mas todos com a mesma origem: a Raiva, a irritabilidade. Para que estes sintomas não apareçam, devemos buscar a solução na natureza. A Primavera - a estação do elemento Madeira e do Fígado - é o símbolo de início, de renovação, do nascimento das flores, da vida, é a nossa juventude. Por isso devemos buscar alimentos que guardam este tipo de essência - broto de feijão ou bambu, frutas e hortaliças; aves e peixes frescos; temperos como hortelã e cebolinha - além de evitar alimentos gordurosos e álcool. Caso algum desses sintomas relatados seja uma constante no seu dia-a-dia, marque um encontro com o seu terapeuta de medicina oriental - Shiatsu, Acupuntura, Tui Na - que ele saberá a melhor maneira de trazer o ânimo e a saúde de volta, restabelecendo a sua Qualidade de Vida e na Vida.

Saiba mais

Você sabe para que serve a Ventosa?

Ventosa de vidro-2 A Ventosaterapia é um tratamento complementar da medicina oriental onde através da sucção de áreas da pele ou pontos de Acupuntura fortalece e dá resistência contra as doenças e promove a circulação além de ajudar a aliviar os sintomas de várias doenças. Elas estimularão o sistema energético e promovendo assim o equilíbrio.

Há registros sobre o uso da ventosa no antigo Egito, daí podemos afirmar que a sua utilização é muito remota. Ela também é citada nos escritos gregos a.C.

Os antigos barbeiros cirurgiões e praticantes da medicina da Idade Média também aplicavam ventosas em seus pacientes, pois a consideravam indicada na cura de todas as doenças. Por muito tempo a ventosa foi considerada o antibiótico primitivo.

A aplicação de ventosas em áreas do corpo em conjunto com a Acupuntura e/ou Moxaterapia aumenta o resultado terapêutico. Atuando na desintoxicação do organismo a ventosa torna sangue mais limpo e melhora a sua qualidade.

A ventosa atua no interior do corpo, incentivando o corpo procurar o seu equilíbrio. Ajuda o organismo manter sua energia para evitando a instalação da doença. O seu uso constante mantém a saúde, assim como as terapias orientais de maneira geral.

A Ventosaterapia pode aliviar os seguintes sintomas: resfriados, tosse, gripe, bronquite, pneumonia, cólica, soluços, indigestão, enxaqueca, insônia, artrite, reumatismo, tensão muscular, lombalgia, torcicolo, bursite etc.

Após alguns segundos da aplicação da ventosa, pode ser vista através da transparência do copo, uma mancha avermelhada ou arroxeada, dependendo do caso podem aparecer manchas de diferentes tonalidades.

As principais reações são: - Reação Pigmentar - Sonolência - Agravamento dos sintomas.

Quando nos utilizamos da aplicação de ventosas em um paciente pela primeira vez, devemos evitar provocar estímulos de reação muito fortes. Usamos no máximo de 5 a 6 copos dirigidos à área e usar baixa pressão de sucção. Quando sabemos o grau de reação do paciente ao tratamento, utilizamos técnicas mais avançadas.

A ocorrência de sonolência após o uso de ventosas é uma reação considerada normal durante a operação. Mas se ela se tornar muito severa, paramos imediatamente a aplicação, e recomeçamos após 10 minutos, usando pouca pressão. A reação de fadiga é uma ocorrência comum.

Quando tratamos doenças crônicas com ventosas, o paciente pode mostrar sinais de piora por até dois dias após o tratamento, para logo depois se recobrar, é a chamada reação de agravamento. Esta reação é muitas vezes inevitável e esta resposta do corpo deve ser tomada como um processo normal de reação. Portanto, o paciente deve ser avisado o que pode ocorrer.

Pessoas com anemia podem não apresentar a resposta pigmentar, mas, independente desta resposta, estão sofrendo adaptações, portanto o tratamento deve ser continuado

Devemos sempre prestar muita atenção ao grau de incômodo ou dor provocado pela sucção da ventosa aplicada no paciente. Esta sensibilidade serve de guia afinal cada paciente é um indivíduo único.

Se, no dia seguinte, alguma parte do corpo ficou sensível ou dolorida após a aplicação das ventosas (reação muito comum nos casos de dor, reumatismo e insolação), não há necessidade de manter restrições, podemos reaplicar ventosas sem contraindicações. Neste caso, use ventosas diminuindo o período de tempo de aplicação.

Em doenças muito graves ao invés de aparecer à resposta pigmentar, podem ocasionalmente se formar bolhas como se a pele tivesse sido queimada. Esta reação é a típica reação da retirada de elementos tóxicos do sangue.

Atualmente as ventosas mais comuns no mercado são:

Ventosa de vidro Ventosa de vidro

Ventosa de acrílico kit_copos_3-4-5-200x280

Saiba mais